Peter Carl Fabergé

Pewds Milionário.jpg Gostou? Comprei em Milão...

Este artigo é rico e seu autor só compra coisa chic. Seus advogados estão de olho em você, então não vandalize! Pobre? Tenho nojo de pobre, tudo o que tem é feito de prástico...

Vamos, meu bem, Bill Gates está à minha espera!


Cquote1.svg Porque as pessoas se sentem atraídas por ovos? Cquote2.svg
Filósofo sobre arte de Fabergé.
Cquote1.svg Eu adoro ovos. Cquote2.svg
Aloka sobre oval.
Cquote1.svg Por favor, sem ovações Cquote2.svg
Fabergé sobre sua própria idiotice ser aplaudido.

Fabergé pondo a cloaca pra funcionar, totalmente concentrado.

Peter Carl Fabergé é um cara com um estranho distúrbio que o faz botar ovos sem que seja galinha, pois se trata de um ser humano assim como você e eu... ou nem tanto. O caso é que essa anomalia, suspeita-se que seja fruta fruto de uma daquelas experiências laboratoriais mal sucedidas, pior do que a clonagem. O pobre Peter Carl Fabergé nasceu assim, após sua mãe ingenuamente concordar com uma experiência durante sua gravidez, onde disseram a ela que teria um bebê mais saudável.

Vida dura botandoEditar

 
Principais instrumentos de Pete cloaca de ouro.

Pete galinha, ao nascer já teve esse problema, seus pais já não tinham mais como voltara atrás, tão llogo perceberam em que silada haviam caído, mas o amavam assim mesmo, de modo que Peter cloaca maldita teve como tentar tirar algo proveitoso daquilo. Sua primeira tentativa foi fazer com que seus ovos fossem consumidos, mas todos tinham medo ou nojo. Sua segunda tentativa foi fazer com que, após chocar os pintos, quer dizer, os ovos, o que saísse daí, sim, fosse consumido. Mesmo não saindo quaisquer tipos de aberrações dos ovos, mas incrivelmente saíssem pintos de galinha mesmo, ninguém queria saber deles, por receio, já que ele é o primeiro ser humano conhecido a botar ovos.

Não desistiu Peter de dar uma utilidadde aos seus ovos e teve inúmeras tentativas ao longo de sua vida entre normal e de chocadeira. Nunca gostou de pintos nem de galos, mas tinha uma empatia com eles devido ao que podia fazer, nem por isso ele saía abrindo a cloaca para qualquer um por aí. Continuou tentando de tudo, inclusive transformar isso em atração de circo, chocando a todos, na verdade chocando apenas os ovos.

 
Amigão e camarada de infância de Pete cloaca, comtemplando seu primeiro trabalho.

Quanto à isso de não gostar de abrir a cloaca pra frango nenhum, ele também não o fazia, na verdade ele não era como uma galinha comum, que precisa ser fodidacortejada por um galo para botar ovos, nada disso: Todos os dias Peter põe um ovo exatamente, melhor para ele seria, se ao menos fossem de ouro como naquela história, mas nada disso: Ovos de galinha comuns, apenas variando de branco ao bege como a gente conhece.

Foi ao ler essa história dos ovos de ouro que, finalmente, depois de estar quase uma múmia já meio entrado em cloacas em anos (você leu anos), que Peter finalmente conseguiu que seus ovos fossem apreciados: Ele com seu talanto para decorador designer nato, pegava os ovos, os esvasiava, assim como fazem alguns artesãos ucranianos e passou a decorá-los e, também notou com isso, uma coisa que sempre o acompanhou durante sua vida: A hora do dia em que ele botava ovos, em geral de madrugada, era a hora em que ele mais estava disposto a criar, isso para tudo em sua vida. Nos ovos ele conseguiu enfeitá-los mais do que qualquer coelhinho da Páscoa conhecido. Finalmente ele os expôs ao ridículo ao público, que é sempre crescente e faz sussessso até hoje.