Java (ilha)

Venha fazer um inesquecível mergulho pelo mar de Java

Cquote1.svg Você quis dizer: Sumatra? Cquote2.svg
Google sobre Java (ilha)
Cquote1.svg Eu prefiro pascal Cquote2.svg
Programador sobre Java
Cquote1.svg Java é o cacete!! Aqui é Papua Nova-Guiné do Sul!! Cquote2.svg
Epizêuxismo Sul-Papuano sobre Java
Cquote1.svg Um habitat rico em fauna e flora, a ilha de Java permanece até hoje um oásis inexplorado... Cquote2.svg
National Geographic sobre Java
Cquote1.svg Eu tenho medo Cquote2.svg
Regina Duarte sobre Java
Cquote1.svg แมวลูกชิ้นปลา Cquote2.svg
Javanês sobre Java
Cquote1.svg Nunca vi Cquote2.svg
Ray Charles sobre Java

Java trata-se de nada mais, nada menos que uma ilha (por sinal esquecida por Deus) onde Judas perdeu as calças, famosa pelos seus rinocerontes, pelos seus javalis e pela sua desenvolvida indústria da informática, responsável pela criação daqueles malditos joguinhos em java pra celular.

HistóriaEditar

Até o ano de 1500 a.C. a ilha de Java ainda não havia visto um único ser humano ou coisa parecida, sendo essencialmente habitada por rinocerontes e samambaias carnívoras. Até que no dado ano uma expedição saída (dizem) do Acre aportou em java. Os supostos acreanos que lá desembarcaram imediatamente se sentiram em casa, era praticamente o mesmo ambiente hostil, perigoso e inóspito com que eles estavam acostumados.

Em 1920, o mundo ficou sabendo da existência da ilha de Java devido à uma (mal-sucedida) expedição realizada pelos japoneses no ano anterior. Logo o Japão, numa tentativa desesperada de expandir os mercados consumidores para os seus galaxy tabs resolveu colonizar a ilha. A ilha permaneceu sob domínio japonês até 2005 quando Bill Gates descobriu o potencial da língua javanesa para a criação de uma nova linguagem de programação. Então um grupo de nada menos que 6 programadores da Microsoft munidos de canetas Bic tomou o poder em Java da noite para o dia (veja como o Japão estava preocupado com esse maldita ilha).

 
você realmente achou que Mordor ficasse em um lugar chamado Terra Média?

EconomiaEditar

À semelhança de Sumatra, Java não possui muitas fontes de renda sendo a principal (e única) delas a informática voltada aliás, exclusivamente para a fabricação de péssimos aplicativos pra celular. Sim, é só isso.

SociedadeEditar

Atualmente acredita-se (ou não) que 89% da população de Java descende de acreanos que se perderam durante uma expedição à Atlântida e acabaram lá. Porém estudos recentes realizados pela Fundação Desciclomídia indicam que na realidade o povo javanês se originou do cruzamento de um grupo de malaios (que também acharam a ilha por acaso) com uma subespécie de tatu javanês.

ProvínciasEditar