Mudanças entre as edições de "Tyler, the Creator"

sem sumário de edição
A partir daí começou a ser reconhecido na rua (até quando estava traficando suas drogas) por não seguir a fórmula dos outros rappers de falar sobre sua vida de <s>lixo</s> luxo e copiar o [[50 Cent]], que copiou o [[Tupac]], que copiou o [[Eminem]]. Em seu álbum "Wolf", aprendeu a fazer dinheiro de verdade e teve a participação de diversos artistas da indústria, apenas para fazer número e divulgar o álbum pra ele.
 
Aí, em 2015 fez o álbum mais ignorado da carreira de Tyler e que nem ele se lembra, o "Cherry Bomb". Nessa época, o [[Reino Unido]], num ato de lucidez e tolerância, proibiu o rapper de entrar no país por suas letras antigas. Era a primeira vez que a figura de um país havia cancelado alguém no [[Twitter]] por puro [[racismo]]. [[Mentira|Até gostaria]] de divagar horas e horas sobre a obra "Cherry Bomb" em si, mas preferiprefere ir ouvir [[K-pop|música boa de verdade]], sabe como é né?
 
[[Arquivo:Tio pack.jpg|thumb|200px|Tyler recebendo seu [[Grammy]] de melhores músicas de gueto de 2019.]]
rollback
6 739

edições