Mudanças entre as edições de "Emo"

m
Manutenção rotineira e correções gramaticais
(→‎Início do início: adicionei um acento)
Etiquetas: Edição móvel Edição feita através de conexão mobile
m (Manutenção rotineira e correções gramaticais)
Logo após a Batalha de Tangamandápio, o Conselho de Segurança da ONU foi convocado. Sanções econômicas foram aplicadas, mas nada adiantou: tsunamis provocadas por choradinhas sem razão continuaram a matar civis no México, Estados Unidos, Espanha e na Rua Augusta. Quando o presidente da [[Rússia]], [[Seu Madruga]] e seu primeiro-ministro [[Vladimir Putin]], ameaçou um ataque nuclear fudidamente foda, onde 30 bombas atômicas do tipo TSAR foram lançadas contra os emos, Dih respondeu com sua mais nova arma: um ataque do recém-desenvolvido Miguxozilla contra [[Moscou]].
 
[[Arquivo:Emo-moscou.jpg|thumb|left|200px|Foto de celular do exato momento da invasão miguxozíllica em Moscou. Para a infelicidade do mundo livre, a Rússia QUASE se fudeufodeu lindamente.]]
 
Após o ataque contra Moscou, o Miguxozilla continuou sua onda de ataques. Deslocou-se para o sul e depois, para leste, queimando tudo o que tinha de petróleo e matando tudo e todos que apareciam na sua frente. A maioria das vítimas eram Chineses, Japoneses, Koreanos, Indianos e [[travesti]]s da Rua Augusta. O filho da puta atravessou o Oceano Pacífico e foi para o Canadá, atraido por uma [[Simple Plan|estranha afinidade emo]]. Os aliados souberem disso e armaram uma emboscada para o MmMiIGuXxXoOoO. Todas os russos fodões, incluindo o Presidente Seu Madruga e o Primeiro-Mnistro Vladimir Putin, foram para o Condado de Alaska e o resto se organizou no Quebec para depois ir pra onde o emo gigante estava. Como sempre, a Rússia teve que fazer todo o trabalho de ganhar a batalha por terra. Então, finalmente, o Miguxozilla se fudeufodeu e morreu. Para ter certeza (e também se achar) que o Miguxozilla estava morto, a Rússia jogou uma de suas [[Tsar Bomba|Biribinhas Atômicas]] no lugar em que o bicho morreu. Mas a guerra estava longe de terminar.
 
Ao longo da campanha, os emos conseguiram assumir o controle de grande parte da mídia mundial. Não apenas a [[MTV]], mas também a [[Rede Globo|Rede Bobo]], a [[CNN]] e até mesmo a [[TV Prevê]] (Canal 10 de [[Bauru]]) cairam nas mãos dos asseclas de Dih. Através de uma grande campanha de guerra psicológica e mensagens subliminares, os emos conseguiram, além de atacar o cidadão trabalhador inocente, recrutar mais alguns milhões de pessoas de 18 anos para sua causa. Um grande exemplo disso aconteceu no começo de 2002 em [[São Paulo (cidade)|São Paulo]], onde cerca de cem mil rapazes roubaram o rímel da irmã, reuniram-se na [[Galeria do Rock]] e, sem qualquer resistência, tomaram a cidade.
* No escuro se chorar é EMO. Mas se não se importar e dizer que prefere mais escuro do que claro é [[Gótico]]
* Se diz enxergar o mundo nas cores do [[Gay|Arco-Íris]] é EMO. Se diz ver o mundo cinzento ou em preto e branco é [[Gótico]] (ou alguém com [[daltonismo]]).
* Se suas bandas favoritas forem [[NxZero]], [[Good Charlotte]] ou outra que chora mais do que canta e seus integrantes tem franginhas é EMO. Mas se gosta de bandas como [[The Cure]], [[Lacrimosa]], [[Theatres des Vampires]] e outra banda que você nunca ouviu falar, já que você só escuta radiorádio que toca [[Calypso]] e esse tipo de banda trevosa nunca é tocada em radios deste tipo, É [[Gótico]].
* Se toma suco de cereja é EMO, se toma vinho ou o próprio sangue é [[Gótico]]
[[Arquivo:Emo3.gif|thumb|right|200px|Pra lavar as roupas usam Emo sabão em pó]]
Arquivo:Sal emo.jpg|É só tomar para sentir o frescor...
Arquivo:Emosoap.jpg|Combinando higiene pessoal e angústia adolescente desde 1995!
Arquivo:Emodeus.png|Flagra de um ser mitologico na cultura <s>[[Lado Azul da Força|Cabra-ômi]]</s> emo: um dos [[24]] deuses do arco-irís. Na verdade, ja foram encontrados 23 deuses, [[Você|mas ainda falta o 24º deus que se encontra no fim do arco-irís.]](clique para ampliar)
Arquivo:Emos ontem, emos hoje.png|Emos antes e agora
Arquivo:cavaloemo.jpg|Um cavalo emo
Robôs, emailconfirmed
60 242

edições