Lógica

(dif) ← Edição anterior | ver versão atual (dif) | Versão posterior → (dif)

A Lógica foi criada pelos gregos antigos, juntamente com a Astronomia, o azeite e a viadagem. Basicamente, é uma forma de organizar o raciocínio e a argumentação, de forma a que nada mais faça sentido senão para os advogados.

Com as grandes navegações, a Lógica foi levada aos outros países do mundo. Infelizmente, graças ao Tratado de Tordesilhas, essa incumbência coube à Espanha, o que explica por que a lógica nunca chegou ao Brasil.

A parte mais básica da Lógica é o estudo dos argumentos. O exemplo mais conhecido é o silogismo de Sócrates:

Sócrates é homem. Todo homem é mortal. Logo, todo homem é Sócrates.

Os argumentos mal construídos podem se transformar em tautologias ou em contradições. As primeiras referem-se às falas dos políticos, médicos e apresentadores de tevê, que formulam frases que aparentemente têm conteúdo, mas na realidade nada significam.

Contradição é um argumento em que a conclusão contraria as premissas, que por sua vez concordam com a conclusão, o que é um paradoxo.