Cquote1.svg A remela está para o olho como a meleca está para o nariz, não só na aparência, mas também no gosto. Cquote2.svg
Apreciador de remela e meleca sobre remela
Cquote1.svg Eu adoro Cquote2.svg
Sujin sobre Remela

A dita cuja.

Remela ou ramela é uma porrinha que surge no canto do olho durante a noite[1]. É feita de muitas coisas, mas a sua principal composição é a sujeira, sendo ela de pó de mico, pele morta, gordura, grude, água e as tristezas da vida (afinal você é um sadman e chora a noite toda).

Há quem já ficou cego por não lavar uma desgraça dessas, isso se já não formou uma micose ou nasceu um verme dentro do olho, e ademais, se você não lavar essa sua cara de peixe morto, a maldição da remela vai te pegar e você vai ter dengue, AIDS, ou qualquer umas dessas efemeridades que deixa o defunto parecido com uma ameba.

EtimologiaEditar

Remela é uma junção de duas palavras gregas, sendo a primeiro RE (ou RA já que os gregos escreviam mais garranchos do que letras) que significa absolutamente nada e MELA, indicando a mesma espessura, textura, gosto e nojeira que o gozo.

Como essa bendita foi parar aí?Editar

 
É, eu sei, é um nojo mesmo.

O ser humano por si, já é um pedaço de lixo ambulante, principalmente ao amanhecer quando essas imundices dão o ar da graça, a pessoa além de estar sebosa parecendo um lustre de tanto sebo brilho que se encontra no meio de sua testa, ainda vale destacar o futum e o bafo de onça que mata a primeira pessoa que tem sorte de falar com essa porca.

Com a remela não é diferente, não importa o quanto desinfete essa sua cara suja, a maligna vai sempre reencarnar de novo, de novo e de novo. Essa maravilha da natureza se dá porque a água do olho, se junta com os micróbios do ar, se fundindo e transformando-se em um ninho de rato para moscas colocarem seus ovos.

Lendas que envolve-aEditar

Alguns acreditam que isso é obra da Fada do Dente, tem outros que gostam de acreditar em alienígenas, mas há quem também desconhece os vandalismos de João Pestana, um diabinho verde que joga areia na cara das pessoas quando estão dormindo, uma verdadeira peste.

Ver tambémEditar

Este artigo é um esboço.
O remetente do artigo pode ter fumado crack.
Você pode ajudar a Desciclopédia se expandi-lo.
Nojeiras do nosso querido corpo
Merda · Xixi · Peido · Cuspe · Saliva · Vômito · Sangue · Esperma · Menstruação · Suor · Grude · Catarro · Arroto · Cera de ouvido · Lágrima · Mau hálito · Pus · Chulé · Nhaca · Freada · Remela

ReferênciasEditar

  1. Confia no pai.