Milonguismo

Exploding-head.gif Cuidado: as porcarias escritas neste artigo podem prejudicar o seu cérebro!


DefiniçãoEditar

Milonguismo é um movimento de cunho científico-cultural-religioso-extremista, que teve origem no oriente médio de Cabreúva. O milonguismo tem por base a milonga, corporificada na pessoa de Jhesus Marcião Milonga, um dos maiores milongueiros de todos os tempos. O milonguismo tem tomado conta das instituições de ensino superior, tanto públicas quanto privadas.

HistóriaEditar

Aproximadamente há 14 bilhões de anos o universo era nada mais nada menos do que um ponto de densidade infinita. Havia somente a Santíssima Trindade Milonga, formada pelo Deus Todo-poderoso Thamy, Jesus Marcião Milonga e Espírito Santo Cledson. Até que o Deus Thamy diz: Que haja milonga !!!. Neste momento ocorre o que se chama de grande explosão milongal, ou simplesmente Big Bang Milonga. Big Bang Milonga além de ser um evento marcante na fundação do universo milonguístico, também é uma entidade com personalidade própria, responsável pelo desenvolvimento e expansão contínua e perene do universo milonga. O mundo como ele é foi criado em 6 BILHÕES de anos ( a vagarosidade é algo fundamental no processo milonguístico de criação).E Deus cria o homem à sua imagem e semelhança no sexto dia; soprou em suas narinas o fôlego milongal de vida, e este assim viveu. Com o passar dos tempos o homem se perdeu na caxiedade, se afastando de seu criador. Milhares de anos se passam até Jesus Marcião Milonga descer dos mais altos céus e se fazer homem e morrer pelos pecados da humanidade que se tornava cada vez mais caxias. Atualmente Jesus Marcião Milonga cursa Licenciatura em Física, onde tem a esperança de ser alguém na vida.

O profetaEditar

Pouco antes de Jesus Marcião Milonga dar início ao seu ministério, houve um pregoeiro que o antecedeu. João Navarro Batista, também conhecido como Adi Batista, foi um profeta que antecedeu o ministério milonguístico de Jesus Marcião. João Navarro estava sempre a pregar e a flatular pelos bosques do campus. Sua pregação incomodava demais os caxias, até que teve sua cabeça cortada por José Gircoreano, um dos chefes dos caxias que ensinava óptica aos gentios. Depois da ressureição de Jesus Marcião, este foi ressuscitado e atualmente trabalha no IPEMC (Instituto de Pesquisas Milonguísticas de Cabreúva), ganhando cerca de trinta rolas-grossas mensais( a rola-grossa é uma moeda comum no oriente médio da zona norte paulista. Outras moedas comuns em circulação são o tobete-dolár e o esmegma esterlino).

Os apóstolosEditar

Os apóstolos foram homens que Jesus Marcião Milonga escolheu pessoalmente para segui-lo e que receberam a missão de divulgar a milonga pelo mundo. Ao todo são doze os apóstolos, a saber: Douglas, o Santista;Gustavo,o foca;Rodrigo,o calvo;Silvana;Miércio,o matador (patidário dos Zelotes);José,mais conhecido como Psico; Renato Esquizo;Leandro,o vagaroso;Isaias,o gato do campus;Erivan (bem, Erivan milongava tanto que alguns duvidam se ele realmente existe);Levy,o cético e Jojo, apelidado de Adonis ( pela excessiva beleza).De todos os doze, um o traiu em uma dia sagrado no qual era realizada a santa ceia, na qual os apóstolos participavam milonguísticamente da comunhão que possuíam com Jesus Marcião. A traição chegou a tal nível, fazendo com que Jesus Marcião fosse levado ao madeiro. Três dias após a morte, Jesus Marcião ressuscitou e com isso a força caxiística que reinava sobre o mundo foi vencida, e assim o homem pode se aproximar novamente do Deus thamy por meio da milongação.

A Milonga hojeEditar

Hoje o Milonguismo está hoje com bilhões de adeptos, exceto em países como China,Japão,Coreia...etc.Os ensinamentos de Jesus Marcião Milonga estão compilados na Epístola de Jojo aos milongueiros, manual de referência para todos os milongueiros do mundo que pretendem se aprofundar na prática milongal ( que se assemelha muito ao jeitinho brasileiro).

ReferênciasEditar

  1. Epístola de Jojo aos Milongueiros. Editora Milonga Celeste,Milongusalém,2011.
  2. História do Milonguismo: Concepções e desafios. Editora chupa que é de uva pois vem de Cabreúva, São Paulo,2010