Abrir menu principal

Desciclopédia β

Janguru

Janguru encontrado por Flaborne, nome artístico de Pedro II.

O Janguru é o filho de um Canguru com uma jamanta. A criatura misteriosa pode ser encontrada na Netoland da Austrália apenas. Não se sabe ao certo a verdadeira forma da espécie, mas o poder dela é mais de 8000, é uma espécie de foca. O animal alimenta-se de Nutella e animais de médio porte e revela ser um grande companheiro do famoso amigo de Felipe Neto. Estudos indicam que a espécie começou a ser devidamente pesquisada após ser descoberta através de seu companheiro Jobso. Não foi oficialmente declarada a data de início de pesquisa, mas fora afirmado que sua real caça poderá iniciar devidamente após o canal de Felipe Neto alcançar 40.000.000 inscritos. Inscritos já especularam como sua real forma é, mas Felipe Neto não afirmou nada. Nos resta esperar para todos saberem a real forma de um janguru e o mistério do janguru e um dos animais mais misteriosos da natureza.

Índice

EtimologiaEditar

Nas gerações futuras e livros didáticos, sempre referiam-se à besta de 1869 (no livro "Perigos da Austrália: Parte 1" de 1972 - com 5500 páginas) como "Janguru" e afirmavam nunca terem visto claramente o animal, mas que era possível reparar sua existência e mudança anual. Pode-se dizer que esse animal vivia nos Trópicos Úmidos de Queensland até o extermínio de cerca de 94% de sua total população na década de 1890. Houve relatos de um novo gênero de "jamanta-cangurus" após a evolução da espécie, sendo reparada aproximadamente na década de 50, fazendo com que existisse a possibilidade desse animal continuar existindo. Crêem que ele adaptou-se ao mar após séculos de vida na terra para que sua extinção fosse evitada.

HistóriaEditar

Durante o período colonial na Austrália, diversas plantações de maconha trazidas do Uruguai eram destruídas sempre nas sexta-feira 13 para alimentar os Jangurus, mas existem teorias de que a planta foi trazida pelos aliens durante a construção da área 53, que é encoberta pela inexistência da área 52, onde a besta poderia ter sido criada.

  • 13 de Fevereiro: Uma plantação de abacaxi e outras frutas tropicais foram destruídas na noite da sexta-feira 13, dando início ao primeiro suspeito, sendo um habitante de uma tribo de mafagafos que moravam no litoral e que estavam apenas 42 centímetros da espécie. No dia 16 de fevereiro, uma investigação resultou na inocência dos mafagafos e, por falta de evidências se os tais ainda estavam vivos ou não, nunca foi-se visto um Janguru novamente no continente oceânico.
  • 13 de Setembro: A história misteriosa da plantação saqueada ficara bastante famosa em Queensland. Moradores locais diziam ser a peste clara o verdadeiro culpado do ocorrido. No dia 13 de setembro de 1869, ocorreu um fenômeno chamado de Cumplice de Tempestades, que é quando há uma intervenção humana no ambiente que acaba provocando uma tempestade, destruindo tudo da região, assim quem levou a culpa disso foi "a natureza". Contudo, sabe-se que esse fenômeno aconteceu devido à um banker que fica há mais de 8 mil centímetros do solo, impedindo a tempestade e deixando provas da intervenção. Desta vez, quem seria suspeito seriam os Jangurus andarilhos e selvagens da Austrália Ocidental.
  • 13 de Dezembro: Depois de uma investigação rápida, os Jangurus pareciam ter definitivamente desaparecido da região. Nesse dia, cientistas aformaram que viram marcas de sangue de seres incógnitos, onde levou-os a acreditar que os Jangurus poderiam ter, realmente, sido extintos.

ClassificaçãoEditar

 
Ele, o camelo Janguru do deserto.

O janguru faz parte da família macropodiae do gênero jacoprus, onde nela existem duas espécies uma chamada janpuau (janguru) e outra pouco menos conhecida, o jancamelu (janguru do deserto).

JanpuauEditar

Essa espécie foi descoberta em 1889 no Roblox por Dom Pedro II após fazer uma viagem de ferias para a Austrália. Na noite quando saiu para adubar o mato encontrou uma criatura parecida com um canguru, mas com uma cara de diabo pronto para dar o bote. Essa espécie apenas foi catalogada em 1902 por Bruno Correa e foi a que era chamada de besta de 69.

Essa é uma espécie muito inteligente, ágil e indomável, eles vivem nos trópicos úmidos de Queensland e outros lugares que tenham árvores e que pareça com um pântano, incluindo o recife de corais perto da praia, na qual muitas vezes se distraiam vendo a onda e acabavam por serem caçados, mas que saiam ilesos com sua ferocidade e garras afiadas que deformam a sua cara. A expectativa de vida do Janguru é de aproximadamente 1 minuto depois de adulto.

JancameluEditar

Descoberto em 1939 pelo historiador e animalista Steve Irwin em umas de suas aventuras adentro do deserto australiano, diz a lenda que depois de ser picado 19 vezes por uma cobra Taipan e mais 5 pela aranha marrom, ele finalmente encontra o Janguru do deserto dormindo na beirada de um oásis, na qual tirou uma foto do animal (veja ao lado).

O jancamelu é uma espécie ameaçada de extinção em estado crítico. Diferente do Janguru, o Jancamelu mais conhecido como janguru do deserto tem como características a lerdeza e a facilidade dos seres humanos o confundirem com um camelo, mas em compensação eles tem uma grande memória de merda e percorrem longas distâncias. O janguru do deserto é pacífico, embora tem costume de se esconder de baixo da areia para comer insetos.

A causa da grande escala de morte do janguru desértico é a caça e a má alimentação que normalmente incluem água, areia, água, formigas e água, então sua expectativa de vida é de 11 a 13 anos.


v d e h
Janguru faz parte dos Animais Lendários