Culto aos 7

O Pai e a Mãe

O Cultos aos Sete ou a Fé dos Sete é uma das várias religiões fictícias de Game of Thrones. Seu símbolo é uma estrela de sete pontas.

OrigensEditar

 
O Guerreiro, em toda sua elegância

A Fé dos Sete é de origem ândala, nascida no continente de Essos. Ao descobrirem uma nova terra além do Mar Estreito, os ândalos correram para converter os pagãos.

Hoje, a Fé é predominante em toda Westeros, exceto no reino do Norte, que resistiu bravamente as tentativas de doutrinação, e no reino do Sul, que sofreu uma invasão roinar, e doutrinação subsequente.

Os deusesEditar

 
O Ferreiro, como imaginado na cabeça do povo
  • Pai:o homem ideal, o paizão, e a justiça. É representado como um deus grego com uma coroa na cabeça e um cinto na mão.
  • Guerreiro:é o Pai em sua mocidade, quando era um adolescente rebelde e pronto para se provar, criando picuinhas entre as famílias (o que justifica uma "justiça" paterna). É representado como um jovem de armadura.
  • Ferreiro: é o Pai em crise de meia-idade, com os filhos já crescidos, e dedica sua vida à labuta (diz-se que em Jardim de Cima, o Ferreiro se chama Jardineiro). É representado como um senhor com um martelo.
  • Mãe:representa a mulher perfeita, cumpridora de suas obrigações, a piedade e bondade. É representada como uma mulher nua da cintura pra cima, segurando um bebê.
  • Donzela: é a Mãe em seus tempos de infância, quando era jovem, bonita e com a cabeça cheia de idéias sobre a Cinderela, etc. É representada como uma jovem nua segurando uma flor.
  • Velha: é a Mãe em seus dias finais, abandonada por filhos, netos e marido, tenda dar significado à sua existência fazendo de conta que "guia" os mais jovens com a sabedoria que não tem. É representada como uma senhora de burca, segurando uma lâmparina.
  • Estranho: a Morte, o destino final e inescapável.

Rankings e divisõesEditar

  • Acólitos: são os estagiários que acabam de entrar para a Fé. Passam o dia limpando o chão.
  • Septões: são os padres propriamente ditos. Rezam as missas, pregam o evangélio e celebram casamentos.
  • Alto Septão: equivalente ao Papa, é o representante dos deuses entre os homens. Passa o dia no Grande Septo de Baelor em Porto Real comendo, bebendo e soltando asneiras no Pequeno Conselho do Rei. Em tempos de fome e miséria, o povão lincha o Alto Septão, o esquarteja com as mãos e o come assado em um grande churrasco.
  • Septãs: são tipo freiras. Ficam em clausuras rezando e não fazem nada.
  • Irmãs Silenciosas: adoradoras do Estranho, além do voto de celibato de praxe, fazem também voto de silêncio. São elas quem preparam os defuntos para a vida nos sete céus ou nos sete infernos.
  • Fé Militante: é a parte da fé que pega em armas e vai foder a vida das pessoas. Também são chamados de Pardais (porque é um passarinho que dá em qualquer lugar, que nem barata).

Impacto em WesterosEditar

A Fé dos Sete não possui nenhum tipo de poder mágico ou fantástico como as demais. Os deuses são apenas idealizações para colocar as pessoas em seus devidos lugares no tecido social. É uma força mais política e social. Ou seja, como no mundo real, é uma merda.

  1. A Fé desvia devotos das outras fés que realmente funcionam (se bem que seria meio perigoso se todo mundo pudesse fazer seu próprio bebê-sombra).
  2. A Fé é sexista.
  3. Possui certo potencial jihadista, especialmente agora que Cersei liberou a Fé Militante e foi alvo dela (se ferrou).

Ver tambémEditar

v d e h
Valar Morghulis!!!