Verdades sobre Maceió

Esta página trata sobre os fatos de Maceió


  1. À madrugada, as praias fedem a cocô. É impressionante como abrem os esgotos na calada da noite. Vale ressaltar que de dia as praias não fedem a cocô, só as ruas.
  2. Banheiros públicos ainda não chegaram a Alagoas então se você quiser fazer xixi ou coco em qualquer lugar da cidade terá que fazer na rua mesmo.
  3. Pra quem gosta de uma boa balada, Maceió tem o Espace, eita... fechou (virou o Metropole Hall, depois virou o Kagarralo Club, mas daqui a pouco vai mudar de nome de novo ou vai fechar). Tem o Marques D'latravéia, eita, fechou... mas tem a UAU, ui, fechou tb... mas tem a Balada, fechada. Mas tem o Aeroporco, carai... fechou! Tem a Fábrica 86... ih, fechada!
  4. As boates e o bares tem uma longevidade de mais ou menos três anos, cada uma abre uma nova era nas baladinhas dos playboys até alguém ser asassinado lá dentro e fechar. Depois de um certo tempo se nada pra fazer, os playboys se juntam e abrem outro estabelecimento. Incrível como nada de lazer dá certo nessa cidade.
  5. O boliche fechou, assim como o kart, o paintball só tem um que presta, que é o Warzone Paintball [1][Atualizado: também fechou], o resto é um descaso... e o a quitanda shopping center permanece.
  6. Um esgotão passa na frente do mercado de roupas shopping center, motivo de inveja para os pernambucanos de Hellcife.
  7. Maceió também tem uma Estátua da Liberdade, como a americana, mas é 56280836 de vezes menor, claro... e está plenamente coberta por uma grossa crosta de ferrugem. Atualmente serve de varal pra moradores de rua do Jaraguá.
  8. O "Riacho Salgadinho" tornou-se um esgoto. A antiga prefeita Kátia Born chegou a tomar banho nele, pra cumprir a promessa (que na verdade era de despoluir o "riacho"). De vez em quando a prefeitura tenta colocar a merda pra dentro do riacho de novo, atolando ele, mas nunca dá certo.
  9. O viaduto (ou ponte) do Reginaldo é o "point" dos suicidas da cidade assim como o edifício Brêda no centro!
  10. Sandrinho foi o Zé Pequeno de Maceió. Era o "terror" do bairro do Benedito Bentes (Cidade de Deus maceioense). Quando ele morreu, a polícia o expôs em seu veículo e os jornais estamparam suas fotos morto. No IML a população, culta, fez fila para ver seu cadáver. As fotos da necropsia se espalharam pela internet. Um fenômeno de marketing viral mostrando a eficiência da polícia para caçar o bandido mais procurado da época.
  11. Arapiraca está para Maceió assim como Rotterdan está para Amsterdan e Caruaru está para Hellcife.
  12. Maceió é cortada, quase que por completa, por uma viela: Avenida Fernandes Lima, ora com 4 faixas, ora com 3 ou duas. As faixas somem de repente e se você não trancar o carro ao lado cairá em cima da calçada.
  13. A faixa exclusiva para ônibus possui sinalização errada pra incentivar os ônibus a não andarem nela e, claro, permitir que todos os outros veículos nela trafeguem.
  14. No ponto de ônibus os ônibus param quantas vezes querem e ultrapassam uns aos outros de preferência para obstruir a passagem do colega e dos outros veículos.
  15. O tempo médio de espera de qualquer ônibus em Maceió é de 2 (duas) horas, mesmo que seu destino seja atravessar o quarteirão.
  16. Os pontos de ônibus em Maceió em sua maioria não são iluminados durante a noite, por conta de um tratado feito com os assaltantes com o objetivo de gerar renda para esta classe da população.
  17. A SMTT em Maceió não possui uma lista de quais são os pontos de ônibus oficiais da cidade, de forma que para ter um ponto personalizado, basta que você cole uma placa na sua porta.
  18. Ao subir num ônibus corra o mais rápido que puder, empurre os da frente e torça para que tenha gente atrás, pois os terroristas motoristas ficam acelerando para apressar as pessoas, e o último a subir sempre fica pendurado do lado de fora com o ônibus em movimento.
  19. Se no ônibus você for abordado por um jovem sujo e aparentemente bem-humorado com conversas tolas, é sinal de que você logo será assaltado (não importa se o ônibus está cheio). Nesses casos, o melhor a fazer é descer do ônibus e esperar mais duas horas pelo próximo.
  20. A "via expressa", é uma ruela, onde só pode se andar a 60Km/h, é cercada de casas e lojas por todos os lados, bem em cima da faixa, além de contar com lombadas (quebra-molas), semáforos e policiais querendo uma bolinha, fazendo com que a velocidade média da via caia para uns 30km/h em horário de pico.
  21. As quadras de futebol públicas ficam à beira de avenidas movimentadas, mas não tem cercas: foram especialmente projetadas para reduzir a população economicamente inativa (vulgo maloqueiros, malandros) que morrem atropelados para pegar uma porcaria de uma bola!
  22. Quase não existe faixa de pedestre em toda Maceió, e as que existem não são respeitadas pelos seus exemplares motoristas, ou seja, se você for atropelado sucessivamente em uma pista, não foi por falta de aviso.
  23. Quando um fiscal de trânsito vê alguém cometer uma infração, finge que não viu e se esconde se for o caso, a não ser que ele realmente queira multar e pode ter certeza alguma coisa ele vai achar. Geralmente em época de eleição.
  24. Em Maceió a seta indicativa dos veículos tem seu uso proibido. Quando um maceioense quer estacionar ele diminui bastante a velocidade até quase parar. O motorista que estiver atrás deve entender que ele vai virar o carro para o lado e estacionar. Da mesma forma acontece nas mudanças de faixa. A obrigação de saber para onde o carro da frente vai é do motorista que está atrás. Existe até um curso em algumas auto-escolas que orienta a prever as manobras dos carros que seguem à sua frente. Tem 100 horas-aula com teoria e prática.
  25. Por falar em motoristas, na provinciana Maceió, que tem a frota de carros mais nova do país, os indivíduos detentores de carros de luxo (Mitsubishi Pajero, Toyota Hilux, NIssan Frontier, Kia Sportage e outros nomes estranhos) têm carta branca para conduzir seus veículos com total ignorância a qualquer norma de trânsito, lhes sendo assegurado o direito de reclamar de quem os 'atrapalhar' em seus caminhos (afinal de contas eles sempre são políticos, grandes empresários, funcionários públicos de alto escalão ou parentes de alguém importante e nada vai acontecer com eles). Os motoristas da cidade podem ser divididos em dois grupos distintos: aqueles que dirigem muito ruim e devagar e aqueles que dirigem muito ruim e rápido demais, com exceção é claro dos taxistas, que correm por fora por dirigirem pessimamente em qualquer velocidade e em qualquer cidade.
  26. Maceió é orgulhosamente uma das campeãs em mortes de ciclistas por atropelamento. Também ganha para todas as capitais em números de bicicletas sem freios e de ruas com declives, ou seja, tudo leva a cidade a manter estes recordes por vários anos.
  27. Ciclovias são raras. Com exceção a que cobre parte orla, só existem mais uns 200 ou 300m pelo resto da cidade.
  28. Maceió tem um sistema de transporte ao avesso, contrário ao resto do país. É possível andar do lado esquerdo da faixa e ultrapassar do lado direito. Quando o sinal abre todo mundo buzina instantaneamente mesmo que não tenha passado nenhum segundo, mas é prática comum do alagoano encher a paciência alheia. Quando alguém quer mudar de faixa o ideal é virar bruscamente pois se der seta na mesma hora o motorista ao lado vai arrancar e olhar fixamente pra frente pra proibir você de mudar de faixa.
  29. As faixas das ruas e avenidas costumam ser divididas na da esquerda que todo mundo anda a 30km/h e numa coisa do lado direito que às vezes é faixa, às vezes acostamento, às vezes ciclofaixa, às vezes tem crateras enormes e às vezes tem um latão de lixo da prefeitura.
  30. O motorista que consegue dirigir sem se acidentar em Maceió dirige em qualquer lugar do mundo e tira uma CNH Platinum. Breve Manual exclusivo de trânsito em Alagoas.
  31. Sempre que o sinal fica vermelho, os carros continuam passando. Alguns são educados e buzinam informando que vão furar o sinal, outros só param quando batem mesmo.
  32. As placas de trânsito possuem significado diferente, e a própria prefeitura as coloca errado. Ex: Se disser que você só pode ir reto num retorno significa que você também pode retornar.
  33. As placas de proibido estacionar significam que você pode estacionar livremente, pois a SMTT não vai multar nem muito menos guinchar.
  34. Maceió tem o sistema mais moderno de saneamento básico do mundo. Até mesmo em se tratando de enchente tenta invejar Hellcife e se tornar a melhor em termos de tragédia fluvial. Se chover, pode ter certeza que a capital das Alagoas vai fazer jus ao nome do estado e vai virar uma lagoa só, deixando todos os habitantes da parte baixa da província ilhados, e assim tendo que se equiparem com aparatos fluviais para conseguir se transportar pelas vias, que em dias de sol, são para automóveis, evidentemente! Mas, só pra esclarecer, esse passeio fluvial não é só dado quando se trata de grandes temporais ou chuvas fortes, meros chuviscos de 15 minutos já são capazes de favorece-los. Assim, em dias de algumas horas de chuva, os endinheirados da cidade, que moram em grande parte na área nobre do bairro de Ponta Verde, têm o subsolo de seus edifícios inundados pela água e passam a reclamar de tudo e colocar a culpa no porteiro do prédio, que deixou a água entrar sem se identificar.
  35. Maceió é a cidade campeã em ratos per capita e a população as margens da lagoa Mundaú convive com a cólera amigavelmente.
  36. Os mosquitos na cidade mostram a solidariedade do alagoano em doar sangue.
  37. A praça mais movimentada da cidade, na verdade é um corredor, Corredor Vera Arruda, sem árvore alguma, por causa do calor só dar pra ir a noite, onde certamente se você virar um frequentador, não irá tardar à ser assaltado.
  38. O bairro do Benedito Bentes junto do bairro do Jacintinho têm a metade da população da cidade. E os dois têm 87% dos assassinatos de toda a cidade. Ainda bem que eu não moro lá.
  39. Se você não for ao Shopping, Posto 7, Corredor Vera Arruda, não há nenhum outro lugar pra ir.
  40. Os maceioenses são ignorantes, intolerantes, retrógrados e analfabetos e a cultura da burrice é muito valorizada, mas impressões pessoais relativas à fofocas não devem constar nesse artigo, uma vez que, fofoqueiro, como ladrão, existe em todo lugar do mundo; e em grande número!
  41. Quando em Maceió não está quente como o Inferno, está chovendo um dilúvio
  42. Maceió tem as quatro estações do ano bem definidas: Verão, Calor, Quentura e Mormaço.
  43. Os restaurantes da cidade tem o hábito de despejar esgoto por cima de suas calçadas.
  44. A maioria dos prédios à beira-mar joga seu esgoto no mar. O resto da população que não tem dinheiro suficiente para morar em um desses prédios se contenta em jogar seu esgoto no Salgadinho mesmo.
  45. O Iate Clube de Maceió está fechado para reforma há uns 10 anos. E a reforma ainda não começou.
  46. A avenida Amélia Rosa sempre tem algum trecho fechado para manutenção pelo menos uma vez por mês assim como a Av. Cachoeira do Meirim.
  47. Com todos os seus problemas, tendo como referência metrópoles desgraçadas como Hellcife e São Paulo, tendo sido governada por grandes coligações de direita - muitas vezes disfarçadas de centro-esquerda - por uma centena de anos, açoitada por perigosos mafiosos ávidos por dinheiro público que cultivam o analfabetismo e a miséria do povo, vitimada pelas organizações criminosas mais bem sucedidas do mundo todo - em total simbiose com o estado, sem aterro sanitário, sem rede coletora de esgoto, SEM CULTURA, sem clube de futebol na primeira divisão... Maceió é muito querida pelos seus habitantes miseráveis, pelos sulistas cansados do alto custo de vida e pelos gringos que não tem a menor noção dos problemas que vão enfrentar aqui.